terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Esse não é pra você

Esse texto não é pra você, como eu já disse ali no título. É sobre os sábados em que eu acordo e não tem ninguém de pijama comendo cereal no sofá, fuçando em um dos meus cadernos e recebendo meu beijo de bom dia com um sorriso. É sobre estar sem um pingo de sono à noite e ficar na cama mesmo assim pra não deixar de sentir sua pele quente e seu cheiro seu. E é sobre acordar de madrugada com sede, mas com seus braços em volta de mim e não sair dali por deserto nenhum.

Esse texto não é pra você. Ele pode ser um pouquinho pra falar de algum livro ou autor que talvez você goste ou tenha sugerido um dia e que eu fique tentando colocar referências pra mostrar que li. É besteira, idiotice, desvario. Ou pode ser pra falar de músicas que eu deixei de ouvir porque a gente ouvia junto, e filmes que eu nunca vi o final porque a gente começou a assistir e acabou dormindo ou sem roupa, porque eu achava que essas coisas me trariam lembranças ruins, ruins agora, e que eu desisti logo, quando descobri que isso tudo está em mim, não precisa nada trazer.

Esse texto não é pra você nem sobre seus pés nunca mais ficarem com o cansaço específico que te fazia querer uma massagem minha.

Esse texto não é pra você, até coloquei isso no título. Talvez eu esteja escrevendo só porque lembrei de quando a gente ficava falando do que tinha visto e sonhando com o que queria ver, comendo pizza. De quando discutíamos as pessoas que a gente conhecia, parecendo às vezes duas tias fofoqueiras e às vezes dois psicólogos sociais de respeito. E de como a gente tinha, cada um, ideias tão erradas sobre si mesmo e quase sempre certas sobre o outro.

Esse texto não é pra você. Eu já falei pra mim, jurei até, como diz aquela música que parece ser sobre os meus textos. (E agora é.)

Tyler Bazz

3 comentários:

Peter Parker disse...

Esse texto é sobre a Maria Mirón. Já entendi logo no primeiro parágrafo.

Fagner Franco disse...

Deu uma ardidinha nos olhos. Bonito isso aí.

Bonaldi disse...

Muito bonito, indeed.