segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

E essa é a...

“Você tá tentando lembrar meu nome, né?”

Tudo o que eu fiz foi levar uma xícara de café para ela na cama e ficar ali, olhando com um meio sorriso. Sim, eu estava tentando lembrar o nome dela, mas como ela sabia? Não consegui nem disfarçar, minha cara de surpresa me entregou.

“Só agora de manhã que você percebeu?”

“O quê?”

“Você não percebeu?!”

Ergui as sobrancelhas o máximo que pude.

“A noite inteira ontem você me chamou por outro nome. Desde cinco minutos depois que a gente se encontrou. Na primeira vez eu fiquei brava e esperei você se desculpar, mas vi que você nem reparou na cagada e fui ficando curiosa, querendo ver até onde você ia.”

“Aí você veio até aqui e passou a noite comigo?! Não, nenhuma mulher faria isso.”

“Chegou uma hora que eu não consegui mais te mandar à merda. Eu queria ver o tamanho dessa sua mente perturbada. Meu, você tem sérios problemas com a dona desse nome. Liga pra ela, vai atrás dela, sei lá, mas tenta resolver as coisas, senão você ainda vai se foder muito na vida.”

Não era possível. Não era possível! Quer dizer, eu tenho, tive, um ou outro problema com uma ou outra moça, umas coisas que me marcaram bastante. Não era nem a primeira vez que eu errava o nome de alguém. Mas passar horas chamando uma menina pelo nome errado e nem me dar conta? Sério?

E enquanto eu ficava pasmo, sem ação com tudo aquilo, ela se vestia, bufando de raiva. Mente perturbada? Ok, eu tenho. Mas fazer tudo o que ela fez com um cara que nem sabia o nome dela e depois ficar toda nervosa, dizendo que só queria ver até onde eu ia? Eu não era o único com sérios problemas naquele apartamento.

“Posso te fazer uma pergunta antes de você ir?”

“Você tem dez segundos.”

“Qual é o nome que eu te chamei a noite toda?”

Só ouvi a porta batendo.


Tyler Bazz

3 comentários:

sarahcastanha disse...

Algo me diz que você VAI se foder muito na vida.

Fagner Franco disse...

Gostei pra caramba. Não tenho muito mais o que dizer, sei que gostei bastante, desculpa.

Bonaldi disse...

Cada pessoa louca no mundo...