terça-feira, 4 de outubro de 2011

O menino que tinha medo do silêncio.

Não há muito que se falar, na verdade, sobre esse cara que eu conheci, não lembro direito onde nem como. Só isso, que tinha medo do silêncio. Parecia ter, pelo menos, porque se recusava a ficar sozinho sem som. Trabalhava, lia, dormia, sempre com música alta, ou a TV ligada em um bom volume. Sempre andava com os fones de ouvido, não importa para onde fosse. Se entrava em um bar e a música parava em algum momento, corria ligar sua música particular. Se estava conversando com alguém e a pessoa ia ao banheiro, ou até o balcão buscar uma cerveja, encaixava os fones e apertava o play. Chegava a assustar. Quem é que anda sempre com dois players de mp3 nos bolsos, para o caso de um deles ficar sem bateria - além do celular?

E um dia eu tive que perguntar. Estávamos por aí, fui buscar mais um café para cada um e, quando voltei, menos de dois minutos depois de sair da mesa, ele já tinha os fones no ouvido e os olhos em uma página de jornal.

"Cara, que obsessão é essa? Você nunca fica sem ouvir nada?"

"Nunca."

"Mas por quê?"

"Pelo mesmo motivo que você tem todas as suas neuroses."

Fiquei em silêncio por alguns minutos, pensando se o motivo seria realmente o mesmo e que, se fosse, era uma pena. Ele já levava um dos fones de volta à orelha quando retomei a conversa, perguntando meio sem graça, até.

"Mulher?"

"Exato."

Perguntei facialmente, ele continuou.

"Eu conheci essa menina, faz uns anos, e a gente namorou por um tempo. E não sei se você já teve isso, e se não teve, não adianta eu explicar, mas nós tínhamos essa coisa de ficar em silêncio, sem som nenhum, e era bom. A gente passava horas trocando toques, e cheiros, e olhares, mas sem dizer nada. A gente conversava muito também, mas quando ficávamos em silêncio era confortável, daquele jeito que nunca é com qualquer pessoa."

"E aí acabou..."

"Acabou. E eu prefiro ouvir as músicas favoritas dela, sentir o cheiro dela ou passar um dia todo olhando fotos dela. Mas não aguento ficar em silêncio sem ela do meu lado."


Tyler Bazz

10 comentários:

Thaís Tamaoki disse...

Porra, Tyler Bazz... :~~

littlemarininha disse...

Porra mesmo :~~~~

Kel Sodré disse...

Alá o Tyler Bazz machucando o meu coração.

Nih_x disse...

Realmente, o silêncio confortável é uma das coisas que mais faz falta ;_;

Ana Lu disse...

Ô gente, que coisa mais linda!

Larissa Bohnenberger disse...

Ównnnn!!!

Ana disse...

Diga ao seu amigo que é melhor tentar se acostumar ao silêncio.

Camila disse...

Isso que me faz sempre voltar ao seu blog. Depois de tanto tempo.

Chris disse...

Que massa Muito bom teu blog :D
Gostei mesmo

http://chrisbrandgouv.blogspot.com/

Mara UDER disse...

Sonífera Ilha?