sexta-feira, 5 de março de 2010

Julho e Janeiro.

Acordar. Escovar os dentes, tomar banho. Vestir cueca, jeans, camiseta, meias e tênis. Tomar um café e sair. Vê-la na rua e me apaixonar.

Acordar. Escovar os dentes, tomar banho. Vestir cueca, jeans, camiseta, outra, meia, talvez dois pares, e tênis. Tomar um café. Vestir casaco, cachecol, chapéu, luvas, e sair. Vê-la na rua e me apaixonar.

Às vezes, a diferença entre verão e inverno é só o tamanho do parágrafo.


Tyler Bazz

14 comentários:

Rob Gordon disse...

Você é um gênio. Em qualquer estação.

Natalia Máximo disse...

A diferença é só o tamanho do parágrafo mesmo (:

Varotto disse...

Carái! Sensacional! Completamente duca.

Marina disse...

Só se você gostar de verão e não acrescentar umas reclamações no primeiro parágrafo.

Mas, enfim, genial.

Charlie Dalton disse...

Simplesmente inteligente.

Mari Hauer disse...

Adorei!

E eu tbm me apaixono todo dia, no verão e no inverno. Diferença nenhuma!

Jullia A. disse...

Eu queria ser inteligente assim.

MarianaMSDias disse...

Rá! Tinha que ser canhoto!

Com a sutil diferença entre 2 parágrafos, ganhoumais uma fã!

Parabéns!

Rafiki disse...

Muito bem dito.

Nadia disse...

O tamanho do parágrafo e o quanto ela vai estar mais linda na rua (todo mundo é mais bonito no inverno).

Gilgomex™ disse...

Aaaahh a paixão. Folhas caindo ou flores desabrochando. Gelo nas folhas ou sol escaldante... A paixão é phoda pracaralho...

BiaAa AlpEr ! disse...

Mesmo em poucas palavras você se supera! \o/

Gabriel Leite disse...

Adoro esses seus contos metalinguísticos.

E a forma como você descreve com perfeição esse bobo apaixonado que somos todos.

Bonaldi disse...

Puta verdade, e metalinguística.