sexta-feira, 12 de junho de 2009

Um Texto Ridículo.

Would you fall in love with someone who's just like you?
He'd always thought he wouldn't.

Não se sabe exatamente quando foi que começou. Que hoje em dia, com essa história de internet, vê-se muita coisa, muito rápido, mas o que vale mesmo é o contato pessoal direto (alguém acredita nisso?). Ela diz que foi lá atrás, antes mesmo de tudo começar, será? Ele tem certeza quando foi. Já tinham avisado, "ela é bonita, você vai gostar dela". E do momento em que ele a viu, não conseguia nem queria mais deviar os olhos. E foram dias (será?) olhando, de longe.

Então o contato pessoal direto tornou-se realmente direto. Já sabiam-se os nomes, as terras natais, tudo o que precisa-se saber. Era a hora da sesta, era calor, era ela tão comunicativa e simpática que ele chegou à mais óbvia e nada paranoica das conclusões: "ela me odeia."

A certeza só se confirmou no tempo seguinte. As horas à toa banhadas em litros e litros de Coca, as reclamações sem fim, a preguiça que assusta os desavisados, tudo deixava cada vez mais claro o ódio que nascia. Era tanto ódio que chegava a criar ciúmes. (de quê mesmo?)

Eram tão, tão, tão parecidos em tudo, que ficaram ali, sem fazer nada. Mas já dizia ele (e ela, provavelmente): a beleza está na lerdeza. Há vantagem em demorar três meses para fazer o que qualquer um resolve em meia hora. Já começaram com três meses de experiência em gostar um do outro.

E se começou lento, que agora seja rápido. Porque já se sabe que é. E que é como é. E que (tomara!) é certo e vai durar até...

E ele, que sempre se achou tão chato, insuportável, quando achou uma menina tão, tão, tão parecida, se apaixonou. Tanto que todo mundo dizia que ele andava mais feliz. Se apaixonou, não por ele mesmo, nem por uma menina muito parecida com ele, mas por ela, e só por ela, do jeito que ela é.


Tyler Bazz
(e Feliz Dia dos Namorados. Não pra vocês, mas pra ela e pra mim.)
(deu pra perceber que o texto é pessoal? :D)

14 comentários:

Marina disse...

Amor e ódio se confundem, às vezes.
Feliz dia dos namorados para vocês! É bom ler texto pessoais, de vez em quando. hehe!

MaxReinert disse...

Rídiculo???
Então vou ser clichê:
"Todas as cartas de amor são Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem Ridículas.
Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,Ridículas."
Álvaro de Campos (tbm conhecido como Fernandinho)

... nada mais ridículo do que comentar com uma citação!

Míope disse...

"O amor é uma flor roxa que nasce no coração do trouxa".

hahahahahahaha

Marina Rotta disse...

ridiculamente lindo! (L)

Jullia Aranha Amaral disse...

os opostos se distraem, os dispostos se atraem.

Fada Lella disse...

Não é ridídiculo. É lindo em sua essência. ;*

P! disse...

Oown, como é fofo!

Paula disse...

Aaaaaaaawwwwwwwwwnnnnnnnnnn!!!

Eu disse que você andava todo felizinho! ;)

Larissa Bohnenberger disse...

Que rosmântico!!! O amor é lindo!!!!

Tem um selinho pra ti lá no blog!
Bjs!

Sam disse...

Amor rídiculo e maravilhoso ao mesmo tempo :D

Fernando R. Silva disse...

Algumas mulheres apaixonantes e amadas, querido Tyler, jamais deveria ser tratadas apenas por um pronome pessoal. Por isso gostei do itálico.

Abraços.

Luu disse...

Demorei, mas li. E acho digno.
Falei mesmo que vcs eram lerdos e me sinto parte da história (vc vai falar que não, ela TALVEZ fale que sim, mas me sinto parte).
Vcs me dão esperança, juro.

Anônimo disse...

Ah!!! Tibunitinho... filho, a mamãe ta muito orgulhosa de você.

"Mas, afinal, só as criaturas que nunca escreveram cartas de amor é que são ridículas..." (Alvaro de Campos)

Bonaldi disse...

OWWNN...... cu-te !! dá até vegonhinha de ler pq EU SEI que é tudo vero!!! Heheheheh

"a beleza está na lerdeza", mais uma pra memorizar.