terça-feira, 21 de outubro de 2008

Conversinha

"Meu..."

"Seu o quê?"

"Não, não. É só um jeito de começar frase..."

"Ah, tá. Paulista."

"Isso. Você não é, né?"

"Não."

"Carioca?"

"Da gema."

"Nunca entendi essa expressão."

"Nem eu."

"E por que usa?"

"Sei lá... e precisa? É igual ateu falar 'meu deus do céu'."

"Mas isso é coisa da língua. O cara entende que é, e por isso usa."

"Como é que ele entende um 'meu deus do céu' se ele não acredita que haja deus, muito menos no céu?"

"Meu..."

"Seu o quê?"

"Louca."


Tyler Bazz

15 comentários:

Barbarella disse...

"Meu" você têm a veia cômica!!!

Genial.

Pâmela disse...

Meu, você causa um humor estranho.
HAUAHUAHUHAU
Às vezes eu começo frases com "meu".

MaxReinert disse...

"Meu"... tipo assim!!! Eu não uso "meu" mas uso "tipo"!!!!
Entendeu?
Tipo um vício!




pS: Socorrrrrro!!!

An@Lu disse...

eu sou que nem o max, sou do tipo "tipo assim"... :)

Marcello disse...

Meu... adoro :D

Favoretto, Thais. disse...

que loucura, meu. hahahaha

eu sou carioca da gema e também não entendo. ;~

beeijos!

Marcio Sarge disse...

Cara!! As palavras são realmente divertidas, não?
Expressões então!! podem garantir a diversão de uma leitura rs.

Até!

Larissa Bohnenberger disse...

Heheheheheheh!
Adoro os 'dialetos' que temos no Brasil! Quando estive em Recife, conheci gente de vários estados. Um dia, conversando com uma mineira, eu soltei um "bah" depois de ela terminar de contar uma história meio trágica. Ela ficou me encarando, esperando que eu terminasse. Até pensei em emendar um "...tatinha quando nasce se esparrama pelo chão...", mas fiquei com medo que ela se ofendesse e achasse que eu tava tirando uma com a cara dela. Rsssss!
Bjs!

Larissa disse...

Pô, meu... super legal isso, cara!
Mesmo sendo (tentando) ser uma cidadã do interior ao invés de paulistana roxa... o meu é imperativo... ele sempre existe, e aumenta à proporção do nervosismo da pessoa, rs...
Anyway... perfeito!

Larissa disse...

Pô, meu... super legal isso, cara!
Mesmo sendo (tentando) ser uma cidadã do interior ao invés de paulistana roxa... o meu é imperativo... ele sempre existe, e aumenta à proporção do nervosismo da pessoa, rs...
Anyway... perfeito!

mariana disse...

acho que esses loucos sabem das coisas.

Bruno disse...

Coisas pra você lá no Acepipes. (é uma panelinha, fazer o que?)

o/

Bruno disse...

E curitibano que fala "daí" no final de 97,58% das frases?

gilgomex disse...

uai, sô...

Dedinhos Nervosos disse...

Pô, vc pocou agora, heim?! rs