sábado, 13 de setembro de 2008

Um pesadelo.

"Boa tarde, senhor editor."

"Boa tarde, escritor."

"Então.. o pessoal gostou do texto essa semana?"

"Gostou muito. Até hoje eu me dou os parabéns por essa idéia de publicar ficção no jornal. Estávamos até pensando em chamar uns outros autores, aumentar o número de dias de publicação, minha idéia foi mesmo ótima!"

"Pô, que bom. Mas então, o senhor me ligou......"

"Ah, sim, sim. Só queria saber como está o texto dessa semana, o que vem por aí, sabe?"

"Uhum. Tudo tranquilo. Está tudo quase pronto; já tenho a história, só falta deixar bonito no papel e enviar. É um drama meio psicológico, o protagonista vive afundado em pensamentos e digressões sobre tudo e-"

"Escritor! Não é esse tipo de texto que queremos de você, você sabe. Não sei se os leitores aprovariam algo tão denso."

"Ok, ok, entendo. Só acho que ninguém vai aprovar nada se nada for posto à prova. Mas vocês precisam vender jornais, né. Enfim, tenho outro na manga: nossa cidade é invadida por uma epidemia que transforma todas as pessoas em zumbis, que tentam tomar a prefeitura e-"

"Mas o quê? Naaaada de zumbis, escritor! Tá louco? Eu quero um texto daqueles que têm a sua cara, aqueles que o leitor do jornal já espera ler quando vê seu nome."

"Quer algo que os leitores agüentem? Tenho uma coisa bem romântica aqui: leve, rápida e bonita. Principalmente as mulheres vão gostar. E é bom, porque o texto sai no sábado, não é aquela leitura de local de trabalho..."

"Não, escritor. Sem zumbis, sem romances, sem alienígenas, sem loucos, sem receitas de bolo. Você vai me mandar um texto no estilo dos outros, que é o que a gente já sabe que agrada. Algo policial, com uns crimes bem bolados; ou uma história de máfia, bem no estilo de filme americano. Entendeu?"

"Tá certo, tá certo. Te mando até o fim da sexta. Até logo."

"Não me leve a mal, escritor. Mas é que você escreve isso tão bem, parece que você conhece essa coisa de máfia, que sabe como funciona..."

"Ok. Entendo. Até sexta."

"Até."

***

"Alô.."

"Oi. É... Mario, meu padrinho está por aí?"


Tyler Bazz

15 comentários:

taiscarla disse...

"parece que você conhece essa coisa de máfia, que sabe como funciona..."

ainnn, me identifiquei!!!!!

hahahahahahahaha

Lu Santos disse...

Gostei do layout do seu blog e apliquei no meu, passa láh!


http://elo-hoje.blogspot.com/

Pâmela disse...

"Oi, Tio? Eu preciso que você mande matar alguém no estilo serial killer, que nem você faz sempre, e depois me mande os detalhes, pode ser? É... Mais eu preciso até sexta! Tá bom, tá bom, pode contar como meu presente de aniversário. Valew tio, você tá me quebrando um galhão. Tchau."

Gilgomex™ disse...

er... uh... nem tenho mais o que dizer... a Pam já disse tudo...

PS: esse negócio de duas pessoas discutindo um texto que vai ser escrito... onde já vi isso essa semana?

Zinha :) disse...

"Você vem à minha casa, pedindo favores, e nem ao menos me diz: Oi, padrinho!"

O Poderoso Chefão formou meu caráter.

beijopeganopauzinho ;*

Stephanie disse...

imaginei agora a risada do padrinho lendo sobre como ele mandou uns desafetos dormirem com os peixes contada no jornal em tom de mistério

=)

Dedinhos Nervosos disse...

Será que foi assim que foi criado O Poderoso Chefão?

Vc arrasou nesse.

Bjos!

MaxReinert disse...

Nada como uma boa fonte!!!!!!
E viva a criatividade!

Rejane Oliveira disse...

Assim, eu não tenho nada (nadinha) para postar esta semana, você está por ai de bobeira mesmo, então escreve algo ai para o meu blog!!!

Cara de pau eu??!!!

Imagina, que maldade comigo...

coitada de mim vai... ò mundo cruel...uhuhuiiii

BJos

Lady Dari disse...

pã!

serial killer? hihihi

Marcio Sarge disse...

Estou começando a ficar com medo desse blog...

Thiago Apenas disse...

"Capo di tutti i capi"
Sobrinho...

Perci Carvalho disse...

enfuuu... editor duma figa! menosprezou?! agora vai ter!!



hmpf. e semana q vem, a historia do assassinato de um editor vai estar na coluna do jornal......





cara. vontade de ver filme demáfia agora ^___^

-any valette disse...

O Poderoso Chefão formou meu caráter. [2]


amei o texto :)

FERNANDO RAMOS disse...

Zumbis invadindo a prfeitura da cidade só me leva a crer que o escritor joga Resident Evil. Hehehe.

E, realmente, nada como uma boa fonte. [2]