quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Farofa.

Jorge sempre foi um cara calmo. Mais que calmo, ele era uma pessoa extremamente difícil de se irritar. Nunca foi visto sendo grosso com ninguém, nem gritando, nem brigando. Estava sempre com aquela voz mansa, aquele rosto pacífico.

Nem mesmo o restaurante em que almoçava irritava o Jorge. Todos os dias ele ia até lá - o restaurante ficava na praça de alimentação de um shopping - pedia ou o prato do dia, ou outro prato de sua preferência, sempre acrescentando ao final do pedido que era "sem farofa, por favor", e comia numa mesa com alguns amigos. Acontece é que o prato do Jorge sempre vinha com farofa, por mais que ele pedisse. Mas isso não era nada para o Jorge, que comia tranqüilamente, separando a farofa num cantinho do prato. Os amigos não se conformavam; diziam para ele trocar, devolver o prato, fazer uma reclamação, qualquer coisa. Só que o Jorge nem ligava e deixava de lado enquanto pegava os tralheres. "Calma, gente. Calma."

Num certo dia, os amigos de Jorge chegaram ao shopping para o almoço e viram que o restaurante "de sempre" estava fechado. Por motivo de luto. Subitamente se entreolharam; será que por trás de toda aquela calma se escondia um doente assassino que matou algum - alguns - funcionários por causa de simples porções de farofa?

Foi quando avistaram Jorge na fila de um outro restaurante, fazendo seu pedido à atendente, "sem farofa, por favor."


Tyler Bazz
(The Solution)

16 comentários:

Marina disse...

calma, calma... ;x

u.u







ÇUBSADPUIASDPIABDSPIUSABDPIABSDI
AUAUUHAUHUHAUUHUAHUHAUHUHAHUAUHA
SAÇSUBDPBEWPIBADPIBSPAIBDASPIUBD
adooooooro!

Leticia disse...

eu queria ser o Jorge!

Victor the Stranger disse...

E com o que eles brincavam de encher a boca e falar trava-línguas?

edison disse...

Obrigado pela visita ao meu www.cronopolitano.blogspot.com
Seu blog está bem legal também. Apareça sempre por lá. Abraço

Zanfa disse...

aHEUHaeuAEHAEuhAEUeahEUAH

Vai botar farofa onde não deve pode acabar na mira de serial killers.

Ainda bem que seu Jorge é pacífico.

Marcello disse...

A Marina comentou o que eu ia comentar... AUHUAHUAHUAHUAH


Mas as maiores surpresas sempre vêm de onde menos se espera.

Que frase brilhante e óbvia a minha.

Lord Sarubiano disse...

Bem feito, hilário e surpreendente. Muito bom mesmo, parabéns.

Wanderson "Wans" disse...

Esses tranquilos é que dão medo...
Conheço um bocado de "Jorges" que quando saem do seu normal... Deus me livre.
Parabéns, gostei do seu estilo de escrever. Continue assim.

taiscarla disse...

Eles sempre explodem uma hora ou outra!!!

ningm tm tanta paciência assim!!!

hehehehehehehe

bjins

...

Cash disse...

Demás!!!....ahuhauhaua

ps. eu kero esse disco q vc tah ouvindo...

Mila disse...

boa!!!!

eu voto na inocência do jorge...hehehe

estava preocupada com vc...andou sumido :/

bjkss!

Mila disse...

sei bem como é esse lance de a faculdade tomar tempo...ela toma o meu também...demais!!! mas eu n consigo deixar de entrar na net e escrever....

qto ao fato de nascer triste, me refiro às pessoas com tendências depressivas (meu caso e tb o da amiga que me disse isso)...

bjks ;)

A_for_Anetta disse...

Já sei o que fazer quando colocarem cebola na minha pizza >=D

SAMANTHA ABREU disse...

estudos comprovaram que a frase: "Calma gente, calma" é a mais usada por sociopatas em potencial.

;D

beijos

Blog Desnecessário disse...

Huahuahuahua...

Cara, você escreve muito legal!!!

Jorge Augusto disse...

Olha o nome do cara...;~~~~
Adooooroooo...;*