sábado, 14 de julho de 2007

Rio Preto, FIT, e o resto do ano.

Entre 09 e 21 de Julho rola aqui onde moro (São José do Rio Preto-SP) o FIT, Festival Internacional de Teatro. Eu não sou ligado em teatro - isso não significa que eu não goste, pelo contrário; raramente vou ver alguma peça durante o festival; não me mato pra comprar ingresso; não discuto arduamente as peças; não faço nada disso. E ao contrário de muuuita gente da cidade, não finjo que sou "do ramo", não finjo que "faço parte" do teatro, não vou às peças para parecer inteligente, essas coisas.
Isso não me tira o direito de reclamar e criticar. Logo eu, que quase não gosto disso.

Nenhum problema com o Festival de Teatro em si. Até onde sei, o FIT é realmente muito bom. O caso é outro, o caso se chama São José do Rio Preto. O caso é "cultura" em São José do Rio Preto.
Nós temos aqui cinco milhões de peças durante os quinze dias de festival, e cinco peças durante o resto do ano. Quando há apresentações fora da época do Festival, o preço assuta. Entrada inteira, sempre naquela de no mínimo trinta reais. Quem é estudante, como eu, paga meia. Mas quinze reais é algo que fica realmente difícil encaixar. Mesmo.

Rio Preto é a cidade que, durante o Festival, respira grandeza e "cosmopolitanismo". Mas no resto do ano, faz um esforço assustador para ser uma cidade de 50.000 habitantes. E isso não se trata só de teatro... Cansa!



Tyler Bazz

4 comentários:

Rafael Barbosa disse...

Opa, valeu pela visita no meu blog!
Gradei demaaais do seu hahahaha!
Mas então, durante esses festivais o que aparece de "cult" não é brincadeira. Aqui em BH é a mesma coisa! hahahaha

Aqui rola muitas peças e tal, e tem a tal da "Campanha de Popularização do Teatro", os ingressos só são caros quando tem artista famoso, mas de resto é até barato!

abraço!

Marcello disse...

Concordo... em tudo! Por isso que eu só vou nas gratuitas huahuahuauha

Mas o teatro precisa (e MUITO) ser democratizado... Afinal, quem faz teatro é porque GOSTA, e aí você vai ver uma peça e tem aquele pequeno susto com o valor do ingresso e nem vai, o que diminui o público e acaba desanimando os produtores de botarem peças boas aqui...
E assim vai!

SAMANTHA ABREU disse...

isso é idêntico à Londrina.

temos a época do FILO (e daí, eu me mato pra comprar ingessos!!)
e depois disso... só com muita reza pra conseguir pagar pra ver uma das escassas peças que aparecem por aqui.

Cultura zero.

A_for_Anetta disse...

Sad, but true... Esse é meu primeiro festival, e eu nem gostava muito de teatro pois ate então só tive o azar de ver peças ruins, ainda bem que esse ano dei sorte no festival... E preço é algo que realmente desanima às vezes x/