domingo, 15 de abril de 2007

Sala de Espera

Na sala de espera do médico, várias mulheres, de idade entre 25 e 35 anos, algumas casadas, algumas solteiras, algumas levam seus filhos. Algumas lêem revistas, algumas vêem tv, algumas cuidam dos filhos, algumas falam ao telefone e algumas comentam sobre os filhos das outras.

A secretária chama a próxima paciente pelo nome. Ninguém se levanta. Nenhuma reação. Novamente o chamado e o seguinte silêncio. O médico estranha a demora da entrada da próxima a ser atendida, e vai em direção à sala de espera enquanto a secretária faz o terceiro chamado, agora já em tom ríspido.

O médico, ao chegar na sala, reconhece sua próxima paciente e ela prontamente se levanta. No caminho para a sala do médico, eles passam pela mesa da secretária. Inesperadamente a cliente, pisando forte, fala com grosseria e nariz empinado:

"Não é assim que se pronuncia o sobrenome!"
E vai, caminhando peruamente pelo corredor atrás do médico.

Tyler Bazz
(ouvindo Condessa Safira)

7 comentários:

Marina (R) disse...

vou começar a não responder quando pronunciarem meu sobrenome errado.

;*******

Mortin... ^^ disse...

tenho muuuuuuuito medo dos seus textos... u.u

ahuiahuiAHuiAHuiAHuiHAUI


;****

Ju disse...

geeente a mulher eh a cidona neh ctz!!
adoooro peruas!! =PP

smack =*

Marcello disse...

Parece eu... "escreveram meu nome errado (de novo!" huHAUhAUhuaHuAuHAU

Mariana disse...

huahuahuahua... mto bom o texto!

ah, brigada pela visita no blog! sinta-se à vontade pra voltar sempre, tá?
bjokas!

Thor Croix disse...

E por que ela não diz as pessoas a maneira correta de se pronunciar o seu nome? Se ela não fizer isso, continuarão falando errado.

amanda disse...

iehAOIHE
Que mulher maaaaala.
u.u'
Tem algum sentido atrás desse texto que minha capacidade restrita não captou?
Só consigo pensar que isso é coisa de quem faz tradução. ;x
;**~